domingo, 21 de janeiro de 2007

BILHETE POSTAL 22 de 21/01/2007

DOMINGO III DO TEMPO COMUM
Ano C

Abrir o Livro

Ao iniciar a sua vida pública, Jesus mostra-nos o seu amor à Palavra de Deus com esta leitura de Isaías na sinagoga de Nazaré. O anúncio do libertador dos irmãos encontra realização naquele que proclama esta palavra. Toda a palavra pede também encarnação, e por isso, revelamo-nos no que dizemos, e em como as nossas palavras se tornam acções. Neste tempo das imagens, ler algum livro parece quase estranho. E contudo bem sabemos como o ler exercita o pensamento, liberta o espírito, ilumina o que vivemos. E nós que seguimos Jesus, como O escutamos nesse tesouro precioso que é a Bíblia? Se os cristãos ao longo da história tivessem lido mais em comum as palavras que ele contém estaríamos agora a rezar pela unidade? E não foi pela Palavra de Deus estudada em comum que se deram os primeiros passos do ecumenismo? Que livro nos guia?

P. Vitor Gonçalves

Saber mais... TRADUÇÃO LITÚRGICA DA BÍBLIA

O escriba Esdras lia o livro da Lei e os levitas traduziam (1ª leit.). Desde essa época, no judaísmo e no cristianismo, as Escrituras foram traduzidas sem cessar, segundo a expansão do Povo de Deus entre as nações e as línguas da terra. mesmo em português possuímos inúmeras traduções. Nenhuma é perfeita, mas completam-se umas às outras. Seria necessária também uma tradução dita litúrgica? De facto, a tradução litúrgica tem em conta a proclamação oral dos textos bíblicos e cuida em que o texto seja fiel, mas também bem compreendido. As dificuldades são numerosas, porque a palavra dita com pouco cuidado ou até pela semelhança fonética presta-se, muitas vezes, a confusões. Significativa tradução litúrgica é, nomeadamente, em português, a dos salmos que se proclamam nas eucaristias e se rezam na Liturgia das Horas. adaptado da revista.

“Signes d’aujourd’hui nº 187

As razões do mundo / não são exactamente as tuas razões. / Viver de mãos acesas não é fácil, / viver é iluminar.” Eugénio de Andrade

Ao longo dos dias

Na segunda-feira, 22 de Janeiro, celebraremos a Festa do nosso Padroeiro S. Vicente. Haverá Missa às 19H00 na Igreja Paroquial.

Na quarta-feira, 24 de Janeiro e na sexta-feira, 26 de Janeiro a Missa na Igreja Paroquial será às 8H30, de manhã, por impossibilidade de ser celebrada à tarde. Pedimos desculpa pelo incómodo.

As Jornadas de Formação do Clero do Patriarcado de Lisboa decorrem no Seminário dos Olivais de terça, 23, a sexta, 26 de Janeiro. A temática é: “Fazer da evangelização a expressão e o anúncio da caridade.”

De 18 a 25 de Janeiro decorre a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos. O tema é: “Ele faz os surdos ouvirem e os mudos falarem” (Mc 7, 37) e propõe dois objectivos: “orar pela unidade dos cristãos e buscá-la juntos; e, também, unir as nossas forças para dar uma resposta aos sofrimentos humanos.”

A Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa acolhe, nos dias 27 e 28 de Janeiro o Fórum 2007 sobre educação, com o tema “Risco de Educar. Destina-se a pais, professores e educadores, responsáveis de instituições e organismos educativos. Informações e inscrições no site www.riscodeeducar.com, e pelo telefone 218851285.

De 12 a 16 de Fevereiro decorre na Universidade Católica mais uma Semana de Estudos Teológicos, com o tema: “Novas procuras de Deus - trajectórias e contextos. Pedido de informações para direccao@ucp.pt.


A Vigararia IX (Vila Franca de Xira), preparando o Referendo de 11 de Fevereiro, promove dois encontros "Em defesa da vida": no sábado, 27 de Janeiro, na Igreja de Alverca e no sábado 3 de Fevereiro, no Centro Paroquial de Azambuja, ambos às 21H30.


2 comentários:

Danilo disse...

Já está aparecendo um link para essa sua matéria na seção "Novidades em outros blogs" do blog Família de Nazaré (http://familianazare.blogspot.com).

Todos os blogs inseridos no Guia de Blogs Católicos já estão cadastrados para serem atualizados automaticamente. Dê uma olhada nessa seção.

Helena disse...

Quanto à questão da carrinha para a paróquia, se não houver nada de jeito em 2ª mão, sempre se pode tentar arranjar um patrocínio junto da marca do fabricante automóvel (para a totalidade ou parte do custo da carrinha). De qualquer modo, os stands podem ter em stock carrinhas de serviço que estejam em bom estado e que tenham uma boa redução no preço. Além disso, o valor di IVA é dedutível no IRS.